Domingo, 20 de Junho de 2021 06:54
(11) 99026-5765
Internacional Quase chegou lá!

Fergal O’Brien chegou perto de realizar seu segundo 147 em sua carreira

Aos 49 anos, ele teria batido confortavelmente o recorde do jogador mais velho a realizar uma tacada máxima,

13/03/2021 09h47
71
Por: Redação Fonte: Sinucabc
Divulgação
Divulgação

Fergal O’Brien perdeu o rosa final quando teve a chance de se tornar o jogador mais velho a fazer um 147 oficialmente, o que seria o novo record, mas ele, que é o número 114 do ranking mundial, O'Brien, chegou perto de realizar seu segundo 147 em sua carreira durante a partida contra o tailandês Noppon Saengkham, mas errou a bola seis para uma caçapa do meio, quando já tinha feito os 134 pontos.

Aos 49 anos, ele teria batido confortavelmente o recorde do jogador mais velho a realizar uma tacada máxima, O'Brien teria superado nada mais que um dos melhores atletas ainda em ação, John Higgins, de 45 anos.

Já pela competição ele ainda tenha conseguido passar pela primeira fase do WST Pro Series. O'Brien terminou em segundo lugar no Grupo F, atrás de Ben Woollaston e os dois jogadores passaram para a segunda fase da próxima semana. Em uma finalização tensa para o grupo em Milton Keynes, quatro jogadores estavam empatados em quatro vitórias cada, indo para a sétima e última rodada. O'Brien venceu Igor Figueiredo por 2 a 0 e garantiu o segundo lugar, enquanto Woollaston venceu Robbie McGuigan por 2 a 1 e conquistou o primeiro lugar.

O’Brien jogou muito bem ao longo do dia, fazendo quatro tacadas centenárias e uma tacada de 88 crucial no último jogo contra o melhor jogador do Brasil Igor Figueiredo.

As declarações de O'Brien mostra o quanto ele estava incomodado com a sua atual temporada, “Foi um golpe, porque teria sido ótimo realizar uma tacada máxima”, disse o ex-campeão do British Open. “Poucos jogadores tiveram mais de um. “Eu perdi duas das minhas três primeiras lutas, então meu almoço não estava muito bom. Mas vencer a Noppon me deu um impulso e joguei bem nas minhas últimas três partidas, sabia que tinha que vencer todas. Estou muito feliz por terminar".

“Tive uma temporada muito ruim, perdi o hábito de vencer. Eu ganhei cinco partidas durante toda a temporada e depois ganhei cinco hoje, além disso, não tive um século durante toda a temporada e fiz quatro hoje. Eu precisava de confiança e mais lutas para ficar mais afiado antes das eliminatórias para o Mundial".

A competição continua nesta sexta-feira a partir das 10 hrs com Barry Hawkins e Ricky Walden entre os jogadores do Grupo D.  A primeira fase termina no dia 16 de março. Fãs de todo o mundo podem assistir ao evento no site Matchroom.Live 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.