Domingo, 29 de Novembro de 2020
99 99999-9999
Anúncio
Recriação de pasta

Bolsonaro diz que já avisou ministro da Justiça sobre eventual recriação da pasta da Segurança

Segurança foi incorporada à Justiça quando Sergio Moro se tornou ministro. Presidente disse já ter falado com ministro André Mendonça, que, segundo Bolsonaro, afirmou: 'Sem problemas'.

09/05/2020 14h25
12
Por: Redação Fonte: G1
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (7) que conversou com o ministro da Justiça e da Segurança, André Mendonça, sobre o desmembramento da pasta, com a recriação do Ministério da Segurança Pública.

O Ministério da Segurança Pública foi criado em fevereiro de 2018, no governo do então presidente Michel Temer. O único ministro da pasta foi o ex-deputado Raul Jungmann. Em 2019, Bolsonaro unificou os ministérios da Justiça e da Segurança Pública, sob o comando do ex-juiz Sergio Moro, que deixou o governo no mês passado.

Com a demissão de Moro, Bolsonaro voltou a cogitar a recriação do ministério, medida que tem o apoio da chamada "bancada da bala" na Câmara dos Deputados. Secretários estaduais de Segurança também são favoráveis. Segundo o blog da jornalista Ana Flor, o governo passou a procurar um nome para ocupar o posto.

Ao tomar posse, no último dia 29, André Mendonça afirmou que será um "fiel missionário".

"Eu já conversei com o André. Se tiver lá frente, eu não digo pressão, mas uma necessidade, tá? 'O que que você acha?' Ele [André Mendonça] disse: 'Sem problemas'. Até porque uma das bandeiras da minha campanha foi a segurança pública, está certo?", afirmou Bolsonaro no final da tarde desta quinta-feira ao retonar para a residência oficial do Palácio da Alvorada.

Indagado se o ministro poderá ser o ex-deputado Alberto Fraga (DEM-DF), Bolsonaro não descartou. "No futuro, quem sabe? Um amigo, amigo desde 1982", declarou.

O presidente não adiantou quando pretende fazer a mudança. "Não está previsto ainda. Tem muita coisa pela frente", disse.

Em 23 de janeiro deste ano, quando Moro ainda era ministro, Bolsonaro afirmou que ele permaneceria na Justiça caso o Ministério da Segurança fosse recriado. "Lógico que o Moro deve ser contra", afirmou na ocasião. No dia seguinte, disse que a hipótese de desmembrar a pasta estava descartada.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias